Accessibility
 
Home / Products / Dreamweaver / Support / Release Notes
Icon or Spacer Macromedia Dreamweaver Support Center Release Notes

Macromedia Dreamweaver MX - Notas da versão

Sobre o Dreamweaver MX
Novidades do Dreamweaver MX
Requisitos do sistema
Informações úteis e questões conhecidas
     Aspectos gerais
     Integração entre os produtos    
     Questões específicas ao Windows
     ColdFusion
     ASP.Net
     PHP
     JSP
     
Notas, termos, condições e atribuição

 

Sobre o Dreamweaver MX

O Macromedia Dreamweaver MX é uma ferramenta de criação sofisticada e de fácil utilização, destinada a equipes onde haja colaboração entre os membros para a criação de aprimorados sites da Web e aplicativos para a Internet. Trabalhe em um ambiente para criar e gerenciar com facilidade qualquer site profissional para publicação na Web, seja ele concebido em HTML, XHTML, XML, serviços da Web, ColdFusion, ASP.NET, ASP, JSP ou PHP. O Dreamweaver MX combina as conhecidas ferramentas de layout visual do Dreamweaver, os recursos de criação rápida de aplicativos para a Web do Dreamweaver UltraDev e o extenso suporte à edição de código do HomeSite.

 

Novidades do Dreamweaver MX

Adquira uma visão geral das novidades do Macromedia Dreamweaver MX, examinando os dez principais recursos desse produto. Para obter uma listagem dos recursos novos e aprimorados, percorra o tour interativo. Para obter informações detalhadas sobre a presente versão, leia a Visão geral do produto Dreamweaver MX.

Examine os tutoriais e muitos outros recursos disponíveis para conhecer mais sobre o Dreamweaver MX, no Centro de design e programação do Dreamweaver. Inspire-se com as dicas, os artigos, tutoriais e recursos, ou garanta o sucesso do seu projeto com os fóruns, exemplos de código, intercâmbios e materiais de referência disponíveis.

Requisitos do sistema

No Windows
Processador Intel Pentium II de 300 MHz ou mais® avançado,® ou equivalente
Windows 98 SE, Windows Me, Windows NT® 4, Windows 2000 ou Windows XP
Microsoft Data Access Components (MDAC) 2.6 ou mais avançado
Netscape Navigator® Microsoft Internet Explorer 4.0 ou mais avançado
96 MB de memória RAM disponíveis (recomendam-se 128 MB)
275 MB de espaço disponível em disco
tela colorida com resolução de 800 por 600 pixels ou mais avançada (recomendam-se 1024 por 768 pixels, milhões de cores)

 

Informações úteis e questões conhecidas

As informações abaixo enumeram questões conhecidas envolvendo o Dreamweaver MX no lançamento da versão. Para conhecer as últimas novidades relacionadas às dicas e questões conhecidas, visite o Centro de suporte do Dreamweaver.

Aspectos gerais
Informações úteis e questões conhecidas

Os painéis com guias que estiverem agrupados sofreram ligeiras alterações na sua aparência e funcionalidade, embora a interface continue a ser personalizável. A partir de agora, os painéis com guias que puderem ser reorganizados são deslocados como as páginas de um livro, à medida que as guias forem consultadas. Essas alterações foram feitas em cumprimento a decisões judiciais norte-americanas. É possível transferir os painéis de um grupo para outro, escolhendo Agrupar o painel com, no menu Opções da barra de título de cada painel expandido. No Dreamweaver MX e no Fireworks MX, também é possível alterar o agrupamento dos painéis, através de um menu contextual: clique com o botão direito do mouse na barra de título do grupo de painéis, para examinar o menu contextual. Ao tentar arrastar uma guia, você será lembrado por uma caixa de diálogo de alerta a utilizar o menu contextual ou o menu Opções do painel para transferir os painéis com guias de um grupo para outro.

Existem questões conhecidas envolvendo a utilização do Dreamweaver MX em um sistema que apresente o Zone Labs ZoneAlarm. Se ocorrer qualquer problema, configure o ZoneAlarm de forma a permitir o funcionamento do Dreamweaver MX como um servidor e a sua conexão com a Internet. Se os problemas persistirem, consulte o Centro de suporte do Dreameaver, para obter mais informações.

O logon de FTP seguro está integrado com o PuTTY for Windows, que permite a transferência segura ativada por SSH das informações de logon do cliente integrado de FTP do Dreamweaver. Para obter instruções detalhadas sobre a criação de um túnel SSH para autenticação segura, consulte a seguinte nota técnica (em inglês):
  16126 (Windows)

Existem muitos novos recursos no Dreamweaver MX relacionados aos modelos, que são acompanhados de código novo. Devido às alterações em relação às versões anteriores do Dreamweaver, observe os seguintes aspectos:

  • Um modelo criado no Dreamweaver MX não funcionará no Dreamweaver 4 ou no UltraDev 4. Não é possível criar instâncias do modelo ou aplicá-lo a uma página existente no Dreamweaver 4/UltraDev 4.
  • Se, no Dreamweaver MX, você adicionar uma nova região editável a um modelo do Dreamweaver 4/UltraDev 4, o modelo continuará a funcionar neste programa, mas a nova região editável não será reconhecida e será interpretada como código html.
  • Se você adicionar uma nova região editável a um modelo do Dreamweaver 4/UltraDev 4 e atualizar as páginas já existentes que se basearem nele no Dreamweaver MX, elas continuarão a funcionar no Dreamweaver 4/UltraDev 4. Contudo, se forem criadas novas instâncias do modelo no Dreamweaver MX, elas não funcionarão no Dreamweaver 4/UltraDev4.
  • Se você utilizar qualquer um dos novos recursos do Dreamweaver MX em um modelo (regiões repetidas, conteúdo opcional e assim por diante), o modelo não funcionará no Dreamweaver 4/UltraDev 4.
  • Caso contrário, é possível intercambiar livremente os modelos e as páginas que neles se basearem criados no Dreamweaver 4/UltraDev 4 para utilização tanto no Dreamweaver 4/UltraDev 4 quanto no Dreamweaver MX. A edição de um modelo do Dreamweaver 4/UltraDev 4 no Dreamweaver MX não o tornará inutilizável no Dreamweaver 4/UltraDev 4, a não ser que seja adicionada uma região editável ou que um dos novos recursos do modelo seja utilizado.
  • Certifique-se de salvar uma cópia de segurança de qualquer modelo criado com uma versão anterior do Dreamweaver antes de editá-lo no Dreamweaver MX, na eventualidade de necessitar reverter ao arquivo original.

Na ajuda on-line, os exemplos de código fornecidos em "Como gravar uma expressão de modelo" e "Como criar uma condição múltipla" contêm um erro tipográfico. Para poder utilizar os exemplos de código de modelos e criar as suas próprias expressões de modelos, remova o espaço antes e depois do sinal de igual a (=), a fim de corrigi-los.

Por exemplo: o código correto da expressão do modelo é:

<!-- TemplateExpr expr="a sua expressão" -->

As células vazias que tiverem sido criadas na a visualização de layout do Dreamweaver 4 não aparecerão quando a página for aberta na visualização de layout do Dreamweaver MX. A solução para este problema consiste em redesenhar as células na visualização de layout do Dreamweaver MX. Apenas as células vazias de layout são afetadas por esse problema.

Podem existir alguns problemas instalando o Dreamweaver MX em um diretório que contenha acentos gráficos. Por favor, instale o Dreamweaver em uma pasta que não contenha acentos gráficos.

 

Integração entre os produtos
Informações úteis e questões conhecidas

O Dreamweaver MX inclui o recém-lançado plug-in do Flash MX (r29) na pasta de configuração. Isso significa que os filmes criados com o Flash MX serão executados na janela do documento do Dreamweaver. Se uma nova versão do plug-in do Flash se tornar disponível, atualize-a na pasta Dreamweaver MX\Configuration\Flash Player do Dreamweaver MX.

Questões específicas ao Windows
Informações úteis e questões conhecidas

O Dreamweaver MX não é iniciado no Windows NT e a seguinte mensagem de erro será exibida: Não foi possível localizar a biblioteca dinâmica de links SHLWAPI.dll no caminho especificado. Para corrigir este problema, instale o Microsoft Internet Explorer 5.1 ou mais avançado.

É possível que a depuração pelo ColdFusion não seja compatível com algumas versões de navegador. Sabe-se que a versão 5.50.4807.2300 do Microsoft Internet Explorer é incompatível com o depurador de ColdFusion.

Durante a instalação nos sistemas com o Windows 98 nos quais o F-Secure (software de detecção de vírus) estiver em execução, será exibida uma mensagem de erro, advertindo da possibilidade de um vírus no arquivo codee33e.rra. Para solucionar esse problema, aplique o componente de reparo 3 para FSAV 5.30 e, em seguida, instale o Dreamweaver MX. O componente de reparo pode ser encontrado em:
http://www.europe.f-secure.com/support/top-issues/avwrks-top-issues-page_2002011000.shtml.

 

ColdFusion
Informações úteis e questões conhecidas

A configuração do Easy ColdFusion MX funcionará apenas se houver um servidor ColdFusion e se você escolher a opção Editar e testar localmente, no assistente de configuração do site. Se você escolher qualquer uma das outras opções, não poderá ter acesso aos recursos da configuração do Easy ColdFusion MX.

Se o ColdFusion MX já estiver instalado e você selecionar Editar localmente e, em seguida, efetuar o upload para o servidor remoto de teste, em Configuração do site, o Dreamweaver MX preencherá o servidor de teste com c:\CFusionMX\wwwroot\folder\ e o prefixo de URL com http://localhost. Se você estiver executando uma versão independente do ColdFusion MX, edite o prefixo de URL com o número de porta correto. Caso contrário, substitua o caminho predefinido pelo caminho do seu servidor de teste .

O Dreamweaver MX não preencherá corretamente o Prefixo de URL, no assistente do site, se o computador apresentar o ColdFusion MX e um outro servidor. O assistente do site reconhecerá os servidores ColdFusion que estiverem em execução no computador; se você optar por utilizar os servidores locais ColdFusion, o assistente do site criará os detalhes referentes ao seu site, inclusive o caminho do servidor de aplicativos e o prefixo de URL. Se houver uma versão independente do ColdFusion MX instalada no computador e se você optar por utilizar um outro servidor (o IIS, por exemplo) o Dreamweaver MX não preencherá com o prefixo de URL correto. Ele acrescentará o caminho da sua pasta raiz local ao final do prefixo de URL do ColdFusion MX. Por exemplo: se houver uma pasta local denominada "c:\inetpub\wwwroot\pasta" e você optar por utilizar um servidor no sistema diferente do servidor independente do ColdFusion MX, o prefixo de URL será "http://localhost:8100/inetpub/wwwroot/pasta". Para corrigir esse problema, substitua o prefixo de URL fornecido por um outro mais preciso.

Para poder utilizar o depurador de ColdFusion, é necessário que o Microsoft Internet Explorer 5.1 ou mais avançado esteja instalado no sistema.

O código de comportamentos de servidor ColdFusion foi alterado em função do Dreamweaver MX. Este programa oferece novos e aperfeiçoados comportamentos de servidor. Como o código é diferente, os novos comportamentos de servidor não poderão coexistir na mesma página que aqueles que tiverem sido criados no UltraDev 4. Cada arquivo deverá conter apenas os comportamentos de servidor ColdFusion do Dreamweaver MX ou do UltraDev 4. Especifique na caixa de diálogo Definição do site se o site apresentará páginas do Dreamweaver MX, do UltraDev 4 ou de ambos. Se a opção Ambos for selecionada, você será solicitado a decidir que tipos de comportamentos de servidor deverão ser utilizados na criação de cada página nova.

A procura de arquivos dos RDS não oferece suporte aos conjuntos de caracteres ASCII elevado ou de bytes duplos. Ela funcionará apenas com os conjuntos de caracteres ASCII normal.

O ColdFusion não reconhece os nomes de cabeçalhos das colunas que contêm um caractere de espaço nos bancos de dados do Microsoft Access. Para solucionar esse problema, certifique-se de que os nomes de cabeçalhos das colunas dos bancos de dados do Microsoft Access não contenham espaços.

ASP.Net
Informações úteis e questões conhecidas

Ao utilizar uma conexão SQL Server, é necessário definir os parâmetros das instruções SQL com alocadores de espaço com nomes, ao invés de pontos de interrogação, que são utilizados nas conexões com bancos de dados OLE DB. Por exemplo:

SQL Server: SELECT * FROM foo WHERE xyz=@myParam
OLE DB: SELECT * FROM foo WHERE xyz=?

As seqüências de caracteres de conexão e outras informações sobre as conexões continuarão no arquivo web.config, na raiz do site do Dreamweaver.

Ao criar ou modificar as tags Add Key do arquivo web.config (utilizadas para definir uma conexão), certifique-se de manter a mesma ordem de chaves utilizada pelo Dreamweaver. Esta ordem deverá ser:

<add key="MM_CONNECTION_HANDLER_foo" value="default_oledb.htm ou sqlserver.htm" />
<add key="MM_CONNECTION_STRING_foo" value="a seqüência de caracteres de conexão" />
<add key="MM_CONNECTION_DATABASETYPE_foo" value="OleDb ou SQLServer" />
<add key="MM_CONNECTION_SCHEMA_foo" value="seqüência de caracteres vazia ou um nome de esquema" />
<add key="MM_CONNECTION_CATALOG_foo" value="seqüência de caracteres vazia ou um nome de catálogo" />

Para poder utilizar os comportamentos de servidor no ASP.NET, é necessário copiar um arquivo de tags personalizadas da Macromedia no diretório de compartimentos do servidor de teste. Copie o arquivo, clicando no link de disposição exibido no painel Comportamentos de servidor ou Ligações. Também é possível selecionar Site > Colocar os arquivos complementares. Será exibida uma caixa de diálogo, que permite designar o método de transferência e o local do diretório de compartimentos do servidor de teste. Digite local/rede ou o caminho de FTP até o diretório de compartimentos do servidor (c:\Inetpub\wwwroot\bin, por exemplo) e, em seguida, clique no botão Colocar, para colocar o arquivo à disposição no diretório designado. Observe que a caixa de diálogo não criará o diretório de compartimentos; crie-a antes de colocar o arquivo à disposição.

O Dreamweaver não coloca o arquivo web.config à disposição ou mescla os seus dados de conexão automaticamente com o arquivo web.config do servidor de teste ou do servidor remoto. É necessário que esse arquivo seja colocado (copiado) manualmente no servidor, para que possam ser executadas páginas ASP.NET que utilizem conexões. Esse problema não ocorrerá com o modo Visualizar no navegador ou dos Live Data. Ele ocorrerá apenas quando a página for executada no servidor.

Para poder utilizar as tags personalizadas do Dreamweaver MX no seu próprio código ASP.NET, inclua a seguinte diretiva no alto de todas as páginas .aspx que utilizarem as tags:

<%@ Register TagPrefix="MM" Namespace="DreamweaverCtrls" Assembly="DreamweaverCtrls,version=1.0.0.0,publicKeyToken=836f606ede05d46a, culture=neutral" %>

É possível que a diretiva já esteja incluída na página, se esta contiver um comportamento de servidor do Dreamweaver. Quando os comportamentos de servidor forem adicionados às páginas ASP.NET, o Dreamweaver automaticamente incluirá a diretiva Register, se for necessária.

Em seguida, copie o arquivo denominado DreamweaverCtrls.dll na pasta de compartimentos do site ou na que estiver abaixo de qualquer diretório virtual que utilizar o seu próprio espaço para aplicativos. Alternativamente, coloque a DLL no Global Assembly Cache (GAC). Para obter mais informações sobre o GAC, consulte o site da Microsoft na Web: http://msdn.microsoft.com/library/default.asp?url=/library/en-us/dnmag01/html/buildapps2.asp. O arquivo da DLL file, que contém o código lógico correspondente às tags personalizadas, está localizado na seguinte pasta abaixo da pasta do Dreamweaver MX:

Dreamweaver MX/Configuration/ServerBehaviors/Shared/ASP.Net/Scripts/DreamweaverCtrls.dll

Se você tiver adicionado comportamentos de servidor a outras páginas ASP.NET do site, é possível que o arquivo já esteja na pasta de compartimentos.

O menu dinâmico e os botões de rádio dinâmicos gerados pelo objeto Atualizar o servidor acrescentarão incorretamente um sinal de ponto-e-vírgula. Ocorrerá um erro do compilador "Mensagem de erro do compilador: BC30037: o caractere não é válido." Para poder corrigir esse erro, remova o sinal de ponto-e-vírgula no final da linha. Ele ocorrerá apenas nas páginas ASP.Net VB que utilizarem os controles de formulários da Web. Os objetos normais de formulários HTML não causarão o problema.

Se forem especificadas palavras reservadas SQL nos nomes de colunas ao adicionar conjuntos de registros ou comportamentos de servidor à página, o Dreamweaver delimitará as palavras reservadas por sinais de aspas na instrução SQL, para se assegurar de que o código não seja corrompido. Contudo, se você estiver utilizando um banco de dados do Microsoft Access, os sinais de aspas poderão acarretar a corrupção do código, quando este for executado. Para evitar esse problema, certifique-se de não utilizar palavras reservadas SQL nos nomes de colunas. Para obter uma lista de palavras reservadas, consulte o site da Microsoft na Web (http://msdn.microsoft.com/library/default.asp?url=/library/en-us/dndao/html/daotoadoupdate_topic16.asp).

 

PHP
Informações úteis e questões conhecidas

O Dreamweaver MX não é compatível com a versão 4.1.0 do PHP por causa de um problema em mysql_pconnect(). É possível utilizar a versão PHP 4.0.6 e anteriores ou a versão PHP 4.1.1 e posteriores.

Nos aplicativos PHP, o Dreamweaver delimitará por sinais de aspas os nomes de colunas que corresponderem a palavras reservadas SQL. Contudo, esses sinais de aspas não estão corretamente definidos, o que resulta em um erro de compilação. Para corrigir o código, coloque um sinal de barra invertida (\) antes de todos os sinais de aspas dentro da instrução SQL ou evite utilizar nomes de colunas coincidentes com as palavras reservadas SQL. As palavras reservadas SQL incluem: catalog, data, date, day, default, desc, group, hour, identity, level, names, parameter, path, prefix, result, statement, time, value, values e year.

A ajuda on-line correspondente à caixa de diálogo Adicionar parâmetro, no tipo de documento PHP, está incompleta. A caixa de diálogo Adicionar parâmetro permite definir parâmetros contidos em uma instrução SQL através da digitação do valor padrão e do valor em tempo de execução do nome do parâmetro. Para definir um parâmetro SQL para um tipo de documento PHP:

1. Digite o nome de um parâmetro na caixa de texto Nome.
2. Digite o valor padrão do parâmetro na caixa de texto Parâmetro padrão. O valor padrão é aquele que o parâmetro deverá utilizar se não for retornado um valor em tempo de execução.
3. Digite o valor em tempo de execução do parâmetro na caixa de texto Valor em tempo de execução. Geralmente, este valor é uma URL ou um parâmetro de formulário digitado por um usuário em um campo de formulário HTML.
4. Clique em OK.

 

JSP
Informações úteis e questões conhecidas

A ajuda on-line descreve como sondar um proxy de serviço da Web utilizando o .NET framework. A mesma caixa de diálogo e procedimento também se aplicam aos tipos de documentos JSP.

Para selecionar uma leitora de classes proxy de uma página JSP:

1. Clique no botão com o sinal de adição (+), no painel Componentes.
2. No menu pop-up, selecione Adicionar utilizando a classe proxy. A caixa de diálogo Adicionar utilizando a classe proxy será exibida.
3. Digite o local da pasta que contém os arquivos de classes proxy na caixa de texto. É possível localizar a pasta clicando no botão Procurar, à direita da caixa de texto.
4. No menu pop-up, selecione a leitora proxy que deseja utilizar. A leitora proxy padrão dos tipos de documentos JSP é a leitora de classes de Java.
5. Clique em OK.

Notas, termos, condições e atribuição

É possível que esse software esteja associado a software de outros fabricantes, que exigirá a exibição de notas e/ou outros termos e condições. Estas notas e/ou outros termos e condições do software de outros fabricantes integram e são incorporados como referência no Contrato de licença de usuário final (EULA) do presente software.