Você também pode gostar...

Arte colorida de mandala

Crie beleza e encontre a paz interior com a arte de mandala.

Descubra a história do design de mandalas e receba dicas para desenhar esses símbolos sagrados.

Uso da regra dos terços para fotografar uma mulher caminhando com um guarda-chuva rosa

Como usar e quebrar a regra dos terços.

Aprimore suas técnicas de composição fotográfica para capturar imagens mais impressionantes. 

Foto de um par de saltos vermelhos exibidos em um programa de edição de fotos

Dicas de fotografia de produtos avançadas.

Saiba como preparar seus produtos e confira dicas para capturar fotos de produto impressionantes.

Formigas-de-fogo à espreita capturadas em uma fotografia macro

O que é fotografia macro?

Aventure-se em um novo mundo e descubra a grandiosidade de elementos pequenos com dicas de fotografia macro.

Lightroom

Plano do Lightroom

Edite, organize, armazene e compartilhe fotos em qualquer lugar.
Após 7 dias grátis, .../mês. 

Lightroom
Photoshop

Fotografia

Inclui o Lightroom, o Lightroom Classic, o Photoshop e 20 GB de armazenamento na nuvem. Após 7 dias grátis, R$43,00 /mês.

Lightroom

Todos os Apps

Tenha o conjunto completo de aplicativos de criação e muito mais.
Após 7 dias grátis, R$224,00/mês.

Crie ótimas fotos de retratos.

Como fotografar modelos em sua melhor luz.

Retrato de mulher com sardas em fundo preto

Você tem meio caminho andado para um ótimo retrato se conseguir fazer uma conexão genuína com o modelo. 

 

Anthony Pidgeon, um fotógrafo profissional de retratos, explica: “Grande parte de um retrato tem a ver com o relacionamento. Esse não é um aspecto técnico da fotografia, mas quando falamos sobre retratos, essa colaboração é muito importante. Seu modelo tem algo para oferecer, e você vai identificar o que é e encontrar uma maneira de expressar isso. Existe um elemento de confiança: o modelo confia em você? Você confia que ele vai se comprometer com todo o processo? Vocês estabeleceram um relacionamento? Então, você vai encontrar a melhor maneira de expressar tudo isso com a iluminação, a pose e a composição ideais.’’ 

 

Anna Goellner, especialista em fotografia de casamento, explica: “Você está tentando contar uma história e mostrar quem é essa pessoa.“

 

Estabeleça uma conexão.

Como você cria esse momento colaborativo? Preparar uma ótima sessão de fotos leva tempo, então lembre-se de dar um pouco de espaço. Shawn Ingersoll, designer e fotógrafo, sugere que, ao agendar uma sessão fotográfica, você reserve pelo menos uma hora. Ele explica: “Talvez demore 30 minutos para que vocês se conheçam.“
 

Pidgeon ressalta que cada sessão será diferente, então você precisa prestar atenção ao seu modelo, já que alguns serão mais acessíveis que outros. “Acho que depende da pessoa, de onde ela está, o que está acontecendo e se ela quer estar lá. Muitas vezes, ela não quer“, diz ele. “Às vezes, ela teve cinco compromissos antes da sua sessão, e terá outros cinco depois, então ela só está de olho no relógio. Algumas pessoas vão gostar de ideias novas, mas outras só vão querer ir embora logo. Também tem aquelas que são muito tímidas. Perceber o nível de envolvimento de cada uma direciona o seu trabalho.“ 

Fotógrafo tirando o retrato de uma modelo
Retrato de uma mulher com um grande sorriso espontâneo

Quando já souber como é a pessoa com quem está trabalhando, volte sua atenção para o ambiente. Pidgeon sugere que se pergunte: “Existem fontes de luz natural? É uma situação em que devo usar iluminação forte, suave, direta, indireta? O que essa história vai contar?“
 

É fácil se sentir apressado quando você está tirando a foto de alguém, mas um dos segredos para tirar um bom retrato é dar tempo para estabelecerem uma conexão e se conhecerem. Naba Zabih, fotógrafa de casamentos e noivados, diz que, mesmo na correria de um grande evento, é importante dedicar um tempo para compor uma imagem da qual você se orgulhe. Ela continua: “Especialmente quando tudo é digital e muito rápido, precisamos parar, compor e pensar na cena antes de capturá-la.“ Lembre-se de que na fotografia de retrato, tem uma variável extra a considerar: “Pessoas são pessoas“, diz Zabih, “então, definitivamente, são mais difíceis de fotografar do que um objeto inanimado, pois elas se mexem, piscam. “

 

Encontre a luz ideal para o seu retrato.

Muitos elementos da fotografia de retrato dependem da intuição sobre o controle técnico, por isso é útil ser capaz de identificar ou organizar uma boa iluminação para a sua sessão de retrato desde o início. Se você estiver fotografando em um estúdio, terá que tomar essas decisões com antecedência. 

 

Ingersoll sugere: “Se você quer um retrato intenso de alto contraste, provavelmente vai usar luz mais direta, seja luz do sol ou iluminação artificial. Se você está procurando uma foto com menos intensidade, como uma foto de perfil profissional, ela será mais difusa, com várias fontes de luz. Normalmente, tem uma fonte principal, provavelmente a mais brilhante, para iluminar um lado do rosto do modelo. Depois, você ilumina o outro lado para ter um segundo traço. Caso contrário, a imagem fica muito intensa. Uma terceira luz é opcional. Às vezes, você usa isso para iluminar o cabelo ou o cenário, se houver.“

“À medida que as pessoas envelhecem, você pode suavizar um pouco a luz, a menos que realmente queira acentuar a textura da pele de alguém.“

Pidgeon aconselha: “À medida que as pessoas envelhecem, você pode suavizar um pouco a luz, a menos que realmente queira acentuar a textura da pele de alguém. Mas se alguém tem cicatrizes de acne ou rugas, você normalmente não trabalharia com uma luz intensa, a menos que isso realmente represente quem são. Acho que parte disso é perguntar: 'Serei gentil ao mostrá-los em sua melhor luz? Eles são pessoas dinâmicas? Têm alguma característica marcante? A foto é apropriada?'“

 

Ele avisa que os fotógrafos de retratos precisam entender como equilibrar as luzes. “Muitos iniciantes tendem a dominar o flash, então você tem aquela estética de foto para documentos“, diz ele. “Você está basicamente fazendo duas exposições ao mesmo tempo quando está equilibrando a luz principal e a luz de preenchimento. Quando você desenvolve uma compreensão de como esse equilíbrio funciona, você pode fazer mudanças incrementais em vez de apenas deixar a foto estourada ou tirar o flash.’“

Homem de camisa cinza capturado em um retrato

Se estiver fazendo retratos ao ar livre, usando principalmente luz natural, precisará de um equipamento um pouco diferente. A experiência de Goellner com casamentos ao ar livre a ensinou que o meio-dia é a pior hora para fotografar. Ela explica: “O sol está bem alto e você terá sombras sob os olhos. Preciso de iluminação uniforme para retratos. Se for no meio do dia, e casamentos acontecem muitas vezes nesse horário, você deve procurar as árvores.“

 

Tudo depende dos olhos.

Goellner afirma que uma das dicas mais importantes para a fotografia de retratos é ter um foco nítido nos olhos do seu modelo: “Se você está focado na testa ou na franja de alguém, e os olhos estão fora de foco, automaticamente o retrato está acabado“, diz ela, “a menos que você esteja sendo artístico“. Além desse lembrete simples, mas essencial, você deve considerar as lentes com as quais está trabalhando.

 

Goellner diz que as melhores lentes para retratos são bem amplas. “Uma abertura realmente grande permite a entrada de muita luz e deixa o fundo desfocado“, diz ela. Uma lente grande-angular e uma profundidade de campo rasa ajudam a manter o foco no modelo, em vez de perdê-lo para elementos de fundo menos importantes. Para Goellner, a melhor lente é uma de 85 mm.
 

Derek Boyd, um fotógrafo do noroeste do Pacífico, sugere experimentar distâncias focais ainda maiores: “Se você tem uma distância focal longa e está perto do objeto, terá uma profundidade de campo muito baixa“, diz ele. “Portanto, uma lente de 200 milímetros é ótima para retratos. Você fotografa o mais próximo possível com ela, e fica ótimo porque o fundo fica desfocado. E a compressão que as lentes teleobjetivas causam é um pouco de distorção que favorece as pessoas. Deixa o nariz um pouco menor e aprimora os olhos. As pessoas elogiam muito.

 

“É difícil de descrever“, continua Boyd, “mas sempre que você vê um belo retrato como uma foto glamourosa, ele quase sempre é feito com um comprimento focal muito longo. Agora, por outro lado, você tem suas distâncias focais amplas, de modo que seriam em torno de 30 milímetros ou menos. Se você chegar bem perto de alguém com uma lente grande-angular, a cabeça parecerá maior e tudo no fundo parecerá muito pequeno, dando um efeito parecido com o de olho de peixe. As pessoas não gostam muito. Você pode usá-lo para retratos, mas parece bobo.“

Dicas de fotografia para tirar fotos de rosto de uma modelo
Retrato em preto e branco de um homem barbudo de óculos
Retrato de uma mulher de cabelo ruivo usando uma camisa laranja

O segredo aqui é a capacidade de escolher seu ponto focal. Boyd explica: “Antes de fotografar com uma câmera real, uma SLR, eu só fotografava no modo automático, onde tudo estava em foco. Acho que essa é a diferença entre um instantâneo e uma fotografia artística real que destaca o modelo. O que não quer dizer que é preciso usar sempre uma profundidade de campo rasa, mas para um retrato em estilo profissional, sim. E a primeira vez que você faz isso sozinho, é como mágica. Esse olhar sempre me encanta. Sempre vou adorar um retrato com um fundo completamente desfocado e um olhar bonito e realçado com um reflexo, um belo brilho nos olhos.“

 

Depois de aprender as regras, tente quebrá-las.

Muitos fotógrafos começam usando modos de programa automatizados para fotografar. Eles podem ser muito úteis no início, permitindo que você tenha tempo para se conectar com o modelo e se concentrar na iluminação, mas Pidgeon avisa que eles podem atrapalhar seu progresso.

 

“Um programa pode fornecer o básico, mas não acho que você consiga ser muito criativo“, diz Pidgeon. “O programa existe para mantê-lo no limite do ‘bom’. Mas se você está entrando na fotografia, quer mais do que bom. Você tem que ir para o modo manual para conseguir essa nuance. E isso é assustador, muitas pessoas pensam: ‘Ei, este modo de programa em particular funciona muito bem. Eu consegui fotos incríveis assim. Não quero abrir mão disso.' E de repente você está em uma situação diferente na qual isso não funciona. O programa estava fazendo o trabalho, calculando e tomando decisões por você. Então, você tem que dar um passo atrás e descobrir como funciona a exposição.“ Aprender as configurações manuais da câmera e ter acesso a decisões com mais nuances resulta em retratos muito mais criativos e artísticos.

 

E não há necessidade de refinar o uso da exposição. Alex Tan, fotógrafo e designer de Los Angeles, incentiva ainda mais experimentos. Ele diz: “Acho que preencher o quadro é realmente interessante: quando há partes de uma imagem que não estão necessariamente no quadro ou há um modelo que está muito em primeiro plano e cobrindo um terço do quadro. Sinto que mudei muito ultimamente, de tirar retratos de pessoas que estavam perfeitamente centradas no enquadramento em fundos bem limpos para 'Como seria se a câmera estivesse realmente nesta sala e estivesse atrás de alguém ou olhando por cima do ombro de alguém?'”

Retrato ao ar livre de um homem conversando com amigos

Tudo isso remete a esse elemento fundamental da fotografia de retrato. Tan diz: “Esta é provavelmente uma regra geral para muita fotografia: a história é essencial. É por ela que produzimos, criamos, fazemos filmes e escrevemos. Não se esqueça disso.“
 

Zabih enfatizou a mesma ideia, dizendo: “Retratos são interessantes porque você costuma ignorar as regras. Me sinto gigante quando consigo capturar algum tipo de emoção na foto. Eu faço fotos onde estou propositalmente brincando com elas, onde reduzo a velocidade do obturador ou fotografo elementos cortados de uma maneira que normalmente não faria. E enquanto houver emoção na foto, elas acabam sendo minhas favoritas. O que é legal sobre fotografia de retrato é que a imagem não precisa ser perfeita para ser a melhor.“

 

Encontre inspirações para retratos.

O mundo do retrato é vasto e variado. Se você está procurando um bom lugar para começar, experimente explorar alguns estilos de retratos diferentes para ver o que funciona melhor para você.

 

Domine a selfie.

Autorretratos são uma forma criativa de autoexpressão, mas também são uma ótima maneira de aperfeiçoar suas habilidades em fotografia de retrato. Quando você é tanto o modelo quanto o fotógrafo, pode ir no seu tempo ajustando as configurações da câmera, tentando uma iluminação diferente e experimentando ideias criativas.

Uma pessoa segurando um telefone celular com uma selfie na tela

Tire fotos de perfil profissionais.

Com a fotografia de perfil, você pode levar a sua criatividade para um ambiente profissional. Embora as fotos de perfil corporativas frequentemente precisem seguir um estilo específico ou abordagem visual, você sempre pode encontrar maneiras exclusivas de ajudar as pessoas a se destacarem e dar personalidade às suas fotos.

 

Adicione um pouco de glamour.

De retratos de belas-artes a fotos de moda de vanguarda, a fotografia de glamour destaca a personalidade, a atitude e a aparência de um modelo. Aprenda a planejar sua própria sessão de fotos de glamour, aperfeiçoar suas imagens com ferramentas de edição de pós-produção e adicionar algumas fotos desse tipo ao seu portfólio.

 

Quer você seja um profissional experiente ou iniciante na fotografia, o retrato é uma ótima maneira de desenvolver habilidades e estimular a criatividade. Experimente você mesmo e lembre-se de sempre manter o foco no assunto e destacar sua personalidade.

Colaboradores

Faça mais com o Adobe Photoshop Lightroom.

Edite fotos com facilidade com as predefinições do Lightroom e a Super-resoluçãocompartilhe fotos de qualquer dispositivo e acesse projetos em qualquer lugar com o gerenciamento do armazenamento de fotos na nuvem.

Aprimore seus retratos usando o Adobe Photoshop Lightroom.

Estudantes e professores
Economize mais de 60% em mais de 20 aplicativos da Creative Cloud, incluindo o Lightroom.

R$86,00/mês.