O que é realidade misturada?

A realidade misturada (MR) é uma nova tecnologia que mistura realidade virtual (VR) com realidade aumentada (AR). Headsets de realidade misturada, como o Microsoft HoloLens, estão abrindo possibilidades no mundo dos jogos para experiências de realidade misturada. Esses óculos incluem câmeras que mapeiam constantemente o ambiente do usuário. Em jogos desenvolvidos para esses dispositivos, os personagens podem caminhar pelo espaço físico em que você está e até mesmo se sentar no seu sofá. 

MSHololens

No entanto, a realidade misturada é muito mais do que jogos. Artistas, designers e anunciantes têm utilizado 3D há anos para contar histórias e envolver as pessoas de novas maneiras. Agora eles podem usar a realidade misturada para inserir com ainda mais profundidade o trabalho 3D no mundo real.

VR versus AR versus MR: qual é a diferença?

Realidade virtual (VR)

Uma experiência de VR consiste em entrar em uma simulação gerada por computador, com o equipamento exercendo um papel fundamental. Um headset de VR bloqueia totalmente sua visão do mundo real, mergulhando você em mundos inteiramente virtuais. Ele conta com diversos sensores e tecnologias que traduzem seus movimentos para o mundo virtual. Em seguida, essas informações são usadas para determinar seus movimentos (às vezes personificados em um avatar correspondente) no mundo virtual. 

Realidade aumentada (AR)

Experiências de AR acrescentam objetos digitais ao mundo real à nossa volta. Ela fornece conteúdo digital que complementa o que está diante de nossos olhos e que pode ser visto com óculos especiais de AR ou pela câmera do celular, do tablet ou de outro dispositivo.  

Realidade misturada (MR)

Juntas, as realidades virtual e aumentada formam a realidade misturada (MR). Os pesquisadores Paul Milgram e Fumio Kishino cunharam o termo em 1994 para descrever o continuum entre ambientes totalmente reais e totalmente virtuais. Atualmente, a realidade misturada descreve ambientes em que pessoas e objetos reais e virtuais interagem em tempo real, e você pode interagir com componentes reais e virtuais. Ela requer um headset com uma lente transparente ou uma câmera, para que você ainda possa ver o mundo real. O Windows Mixed Reality é um headset de VR com uma câmera.

Diferenças entre mundos e hardware.

  • Mundo: na VR, você é totalmente isolado do mundo real. Na AR e na MR, o mundo real pode ser envolvido na experiência, sendo aumentado ou misturado com elementos digitais.
  • Hardware: você precisa de um dispositivo para os três tipos de experiência. Na VR, você usa um headset que bloqueia totalmente o mundo real. Na AR, você pode usar um dispositivo, como um smartphone, para guiar a experiência. Na MR, você usa óculos ou um headset, como o Microsoft HoloLens, o HTC Vive ou o Magic Leap, que permite continuar enxergando o mundo real. 

Usos de VR, AR e MR.

angry bird

Entretenimento

Com o aumento da popularidade de headsets de VR como o Oculus, os usos de VR para jogos e cinema são enormes. Jogos de VR incluem de tudo, inspirando-se em grandes produções cinematográficas, cenários históricos como a Europa medieval ou Chicago durante a Era da Proibição e jogos de fliperama famosos.  A pandemia de COVID-19 levou muitos diretores a utilizar a VR como uma forma de produzir seus trabalhos mesmo com os cinemas fechados, além de aproveitar as vantagens das possibilidades inusitadas do formato que permitem ao público assumir o papel de personagens da história ou escolher seu próprio final. 

O uso da realidade aumentada no setor de entretenimento também é bastante amplo, incluindo cinema e jogos. O Pokémon GO (2016) talvez seja o exemplo mais famoso de um aplicativo de AR que viralizou, em que milhões de pessoas passaram a se interessar em um mundo povoado por personagens de desenho animado onde a realidade, e o ambiente do usuário, era mais mágica. 

Como a MR é a mais recente dessas três tecnologias, seu uso no entretenimento ainda está engatinhando. Angry Birds FPS é uma experiência de jogo espacial que utiliza o headset Magic Leap para inserir porcos no espaço do mundo real.

Outros setores: saúde, arquitetura, educação

As realidades virtual e aumentada já estão firmadas em diferentes setores, incluindo arquitetura, saúde e educação. As tecnologias de realidade misturada contam com usos promissores que estão começando a ser adotados.

As experiências de VR revolucionaram o setor de arquitetura ao oferecer a oportunidade de explorar edifícios em sua fase conceitual. Enquanto anteriormente os clientes precisavam viajar longas distâncias para ver um modelo em 3D, qualquer pessoa com um headset e uma “chave” para a casa ou o edifício virtual, ou seja, acesso a um aplicativo e ao projeto, pode visitar o local virtualmente.  Com AR, as pessoas podem fazer mudanças virtuais nas suas casas: é possível ver como um móvel novo ficaria na sala ou como determinadas cores de tinta modificariam o ambiente.

Na saúde, a realidade virtual permite que cirurgiões iniciantes vejam o processo pelos olhos de profissionais mais experientes, enquanto cenários roteirizados podem prepará-los para surpresas ao permitir que pratiquem como reagiriam a situações adversas. A MR também oferece diversas possibilidades de uso na saúde, permitindo que cirurgiões utilizem uma visão de raio X viabilizada por MR para enxergar os vasos sanguíneos e ossos de um paciente durante a cirurgia.

Essas três tecnologias possibilitam experiências educacionais imersivas, tornando o aprendizado em sala de aula mais envolvente e criando amplas oportunidades de treinamento em diferentes cenários.